Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


"

... há fome em Angola sim senhor. Basta falar com qualquer angolano que não esteja na lista de pagamentos do estado marxista angolano que ele testemunhará esse facto... o seu amor aos regimes ditatoriais e imperiais comunistas (que geram sempre "famílias" opulentas à custa da miséria dos demais a quem hipocritamente dizem estar a defender) é assim tão grande que lhe impede ver a realidade? Mas basta ir aos subúrbios de Luanda, onde estive há 3 meses, e verá que há fome e grande fome em Angola..." 

 

Este comentário escrito por um leitor do Público,vem demonstrar que Angola preocupa muito certos portugueses, mas ainda não repararam que aquilo que aqui escrevem pode ser transcrito para a realidade actual de Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26


Quem o viu e quem o vê.

por jojoratazana, em 09.09.11

As voltas que o mundo dá, a quando de uma anterior passagem pelo governo, mandou a Marinha de Guerra Portuguesa, impedir a entrada em águas territoriais portuguesas, do chamado navio do aborto.

Agora não teve pejo nenhum em receber oficialmente, esse aborto que é o Secretário Geral da Nato.

Sim que outro nome podemos chamar a uma organização, que no caso da Líbia teve a mesma actuação de um gangue armado, que passa por uma cidade numa viatura em alta velocidade, disparando indiscriminadamente contra cidadãos indefesos.

Só que a Nato neste caso usa aviões e mísseis teleguiados. 

General das forças leais líbias foge para o Níger

Interpol emite mandado de detenção para Khadafi a pedido do TPI

09.09.2011 - 13:37 Por PÚBLICO 

A sério é deste que andam à procura?

Então e os outros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:14


Terroristas mundiais

por jojoratazana, em 05.08.11

Repressão aos protestos

EUA: regime sírio matou mais de 2000 pessoas

05.08.2011 - 08:46 Por PÚBLICO

 

Quantos mortos já causaram estes membros da coligação pirata, da qual fazem parte no ataque ao povo líbio, iraquiano, vietnamita, angolano, chileno, palestiniano, libanês, peruano e tantos outros?

Os assassinos querem calar as suas vitimas?



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:38


TPI para que serve?

por jojoratazana, em 27.06.11

Lista de Estados membros do tratado

Mapa com os Estados membros da CPI em outubro de 2008.

Em outubro de 2008, os seguintes 108 países haviam ratificado ou acedido ao estatuto de países membros da CPI: [1]

Além dos Estados acima, há 41 outros Estados que assinaram mas ainda não ratificaram o tratado. Como assinar um tratado não tem efeito legal sem a ratificação, esses Estados não fazem parte do tratado, a menos que o ratifiquem.

Algumas pessoas afirmam que não é possível para um Estado retirar sua assinatura de tal tratado, mas como o efeito legal de um tratado segue sua ratificação, e não sua assinatura, há pouca diferença entre retirar-se de um tratado e afirmar que não se tem a intenção de ratificá-lo.

 

Será que vão julgar os rebeldes Líbios e os seus apoiantes?

 


Combates a 80 quilómetros de Trípoli

TPI emite mandado de captura contra Muammar Khadafi

27.06.2011 - 09:07 Por PÚBLICO  

 

 

 

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:09


Qual a diferença?

por jojoratazana, em 27.05.11

 

José Manuel Fernandes é pessoa com quem nunca concordei, mas neste caso dou-lhe razão.

 

  Este post é dedicado ao censor do Camara Corporativa

que não colocou o comentário abaixo assinalado, a um post assinado por João Magalhães

 

Em Coimbra uma manifestação de indignados, protestavam segundo a comunicação social contra uns vândalos que pintaram umas escadas.

 

Em Faro uma manifestação de indignados, protestaram contra o vandalismo daqueles que nos governam.

 

Qual é a diferença?

 

Só se for a actuação da PSP

 

Ou este post provocador do CC. 

 

 

Este senhor não era melhor estar calado?

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

 

Portugal apoia a França na ocultação da violação dos Direitos Humanos

 no Sahara Ocidental

 

 

 

 

 

 

As notícias que chegam das discussões sobre a questão do Sahara Ocidental no Conselho de Segurança não são animadoras para quem aspira a ver respeitado o Direito Internacional e a protecção dos povos sujeitos a ocupação e dominação.

 

O projecto de resolução apresentado pelo chamado «Grupo de Amigos» do Sahara Ocidental criado pelo SG da ONU — EUA, França, Reino Unido, Rússia e Espanha — não só não propõe nenhum mecanismo de protecção e vigilância dos Direitos Humanos no Sahara Ocidental como, pior do que isso, regista com agrado a criação por Marrocos de um conselho de Direitos Humanos com representação estendida ao território do Sahara Ocidental sob ocupação. No fundo, é como que apoiar e rejubilar com o facto do próprio carrasco criar uma pretensa infra-estrutura de controlo sobre os seus próprios actos criminosos. Ser juiz e réu em causa própria.

 

O projecto de resolução, defendido pela França no seu constante afã de apoio a Marrocos da ocupação da antiga colónia espanhola e de silenciamento da violação dos DDHH no território, conta com o apoio do Gabão, Líbano, EUA e Portugal e a oposição clara da África do Sul, Nigéria e também do Brasil, que solicitaram emendas substanciais ao texto.

 

Recorde-se que a estratégia de Marrocos — apoiada e instrumentalizada por França —, já não consiste, ao contrário de há um ano atrás, a quando da discussão da resolução no Conselho de Segurança, de negar o problema dos DDH, mas antes subverter o problema ao garantir a honorabilidade das instituições marroquinas no respeito e vigilância dos direitos humanos... para legitimar a sua ocupação.

França, agora com o aparente beneplácito da subserviente diplomacia portuguesa, fala de "esforços sérios e credíveis" de Marrocos em matéria de DDHH, apesar de, há anos a esta parte, as prisões da monarquia alauita se encherem de patriotas saharauis e durante o ano que agora se cumpre se terem registado algumas das mais amplas e violentas campanhas repressivas levadas a cabo por Marrocos no território, de que são exemplo: o brutal desmantelamento do acampamento pacífico de protesto de Gdeim Izik às portas de El Aiun e que congregou mais de 20 mil saharauis; os violentos confrontos e perseguições que se lhe seguiram na capital do Sahara ocupado e noutras cidades do território; a proibição de entrada a jornalistas e observadores internacionais, etc, etc.

 

A posição da diplomacia portuguesa, ao apoiar a posição da França neste domínio — a confirmar-se —, envergonha a Nação Portuguesa e mancha indelevelmente os princípios de liberdade e respeito pela vontade dos povos que a Revolução do 25 de Abril veio consagrar. Mais: atenta ao Direito Internacional e aos posicionamentos que Portugal assumiu durante o longo processo de descolonização de Timor-Leste.  

 

No momento em que vamos assistindo com denodada esperança ao clamor popular de transformações profundas no Médio Oriente e Norte de África, em que o respeito pelas liberdades democráticas e pelos DDHH estão na primeira linha de reivindicações desses povos, Portugal deve envidar todos os esforços no sentido de que o Conselho de Segurança aprove a inclusão no mandato da MINURSO da responsabilidade de monitorização dos direitos humanos no Sahara Ocidental.

Lisboa, 26 de Abril de 2011

http://aapsocidental.blogspot.com/

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:31


Porque calam o drama deste povo?

por jojoratazana, em 04.11.10

Para os campeões dos direitos humanos da nossa blogosfera.

Porque será que deste povo ninguém fala?

 

 

O actor Javier Bardem entrega no Palácio da Moncloa manifesto a favor do Sahara Ocidental com 230.000 assinaturas

 

O documento pede ao Governo do PSOE que outorgue o estatuto diplomático à Frente Polisario

 

 

Segundo revela hoje o ELPAIS.COM, Javier Bardem tentou primeiro marcar um encontro com o chefe do Governo espanhol José Luis Rodríguez Zapatero, mas não conseguiu. Por isso, o conhecido actor, porta-voz da plataforma Todos con el Sáhara (www.todosconelsahara.com) e marido não menos conhecida Penélope Cruz, apresentou-se hoje no Palácio da Moncloa para entregar um manifesto onde os 230.000 subscritores pedem ao Governo espanhol que outorgue um estatuto diplomático à representação em Madrid da Frente Polisario, movimento que luta pela independência da antiga colónia espanhola e, como tal, é reconhecido como representante único do povo saharaui pela Organização das Nações Unidas.

 

Segundo a notícia do ELPAIS.COM, “a plataforma escreveu três cartas — em Janeiro, Maio e Outubro —, à Presidência do Governo solicitando uma data para entregar o manifesto, mas estranhamente "não houve resposta alguma", referiu Álvaro Longoria, que, juntamente com Javier Bardem, está a rodar um documentário sobre o Sahara Ocidental. Na falta de resposta, o actor e outros membros destacados de “Todos con el Sáhara”  — Rosa María Sardá, Fernando Colomo, Carlos Bardem,  e outros – bateram hoje à parte da Moncloa.

 

O documento é subscrito por muitos artistas e personalidades da vida espanhola e mundial, como Pedro Almodóvar, Joan Manuel Serrat, Oscar Niemeyer e Penélope Cruz.

 

A entrega do documento produziu-se no mesmo momento em que a recém-nomeada ministra dos Negócios Estrangeiros espanhola, Trinidad Jiménez,  recebia o seu homólogo marroquino.

 

`Falando à imprensa, Javier Bardem, o protagonista da película em exibição “Comer, Orar, Amar”, onde contracena com Julia Roberts, pediu à ministra que Espanha "não vire as costas ao Sahara Ocidental". "Não podemos esquecer a nossa responsabilidade com essa gente que abandonámos no deserto entregue à sua própria sorte " - acrescentou.

 

Divulgado pela

Associação de Amizade Portugal-Sahara Ocidental

03-11-2010

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50


Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D


Twingly

Twingly BlogRank

Site Meter


Geovisite


análise web site

Histats